Hoje é dia da Faculdade 28 de Agosto

Hoje é dia da Faculdade 28 de Agosto

Hoje, dia 28 de Agosto, comemora-se vários acontecimentos no mundo. Dentre eles, o famoso discuros de Martin Luther King (“I have a dream” ou “eu tenho um sonho”), em 1963, ou o primeiro programa do rádio brasileiro, o Repórter Esso, em 1941. Hoje também é dia do Bancário. A data também carrega o nome da

Hoje, dia 28 de Agosto, comemora-se vários acontecimentos no mundo. Dentre eles, o famoso discuros de Martin Luther King (“I have a dream” ou “eu tenho um sonho”), em 1963, ou o primeiro programa do rádio brasileiro, o Repórter Esso, em 1941. Hoje também é dia do Bancário.

A data também carrega o nome da Faculdade 28 de agosto, que está em seu terceiro ano. Para marcar a data, fizemos uma entrevista com o diretor acadêmico da 28A, o professor Moisés da Silva Marques.

Qual o balanço que você faz sobre os três primeiros anos da Faculdade 28 de Agosto?

Moisés da Silva Marques: O balanço, a despeito das dificuldades naturais de uma faculdade e um curso em fase inicial, é positivo, vez que estamos conseguindo manter um curso de qualidade, com um investimento por parte dos alunos que não é considerado alto, além de iniciarmos diversas outras alternativas, como cursos de extensão e propostas de cursos de pós-graduação. Isso tudo, evidentemente, sem deixar de cumprir as diretrizes do MEC, que é nosso órgão regulador.

Uma das propostas na criação da Faculdade 28 de Agosto é a de ter cursos de qualidade para uma formação mais humana. Isso se mantém ainda hoje? Como podemos pensar nisso para os próximos anos?

Moisés da Silva Marques: Sim, além do curso de Administração ter em sua grade disciplinas que corroboram essa ideia, como Ética e Responsabilidade Social, por exemplo, ainda temos alguns cursos de extensão, habilitados via Faculdade, que atuam nesse sentido. Um exemplo, criado em 2017, é o de Paternidade Responsável e Relações Compartilhadas, que discute aspectos sobre a criação de filhos, em termos sociais, psicológicos, de saúde e de educação e destina-se a pais e mães, do universo bancário. Nos próximos anos, pretendemos manter essa diretriz, ativando cursos para idosos e outros grupos sociais que carecem de alternativas.

A 28A lançou dois cursos de Pós-graduação. Quais são os diferenciais de mercado deles?

Moisés da Silva Marques: O curso de Finanças e Gestão de Riscos supre uma lacuna, na área bancária, vez que trabalha com os principais riscos que existem nessa área, de forma prática e assertiva. Outros cursos existentes, por vezes, são bastante teóricos, ou deixam um dos riscos vitais de lado. Já o curso de Relações de Consumo e Direito do Consumidor discute toda a questão do consumo, desde seus aspectos econômicos e sociais, até as questões referentes à legislação contemporânea, não apenas no aspecto bancário. Ambos possuem professores altamente qualificados academicamente e com experiência, nas respectivas áreas de atuação, além de apresentarem investimentos abaixo das alternativas similares no mercado, cumprindo nosso objetivo de disponibilizar cursos de alta qualidade e investimento razoável, com foco naquilo que nosso público necessita. Ademais, a visão crítica que queremos para os alunos de nossa instituição também aparece nesses cursos.

Como fazer uma dessas Pós pode melhorar o currículo e mudar a vida dos alunos?

Moisés da Silva Marques:
Uma pós-graduação que alie o caráter técnico das grades com uma visão crítica ajuda muito para que os alunos não cheguem para a aplicabilidade no ambiente de trabalho apenas com fórmulas prontas. Tanto Gestão de Riscos, como Relações de Consumo, não seguem manuais stricto sensu. Profissionais diferenciados demandam formações diferenciadas. Essa é a proposta da 28 de Agosto. Ou seja, o aluno ganha uma formação em termos de pós-graduação de qualidade, mas também uma forma de analisar criticamente tudo que está aí e, por conseguinte, buscar novas soluções para velhos problemas.

Essa é para os jovens que até o fim do ano vão fazer vestibular: Por que apostar em um curso de Administração.

Moisés da Silva Marques:
Basicamente, por conta de uma formação que os habilita às mudanças constantes no mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que conseguem habilitar ferramentas que lhes permita fazer algo também pela sociedade. Essa é a essência do que denominamos “formação cidadã”. O curso de Administração traz ferramental para desenvolver habilidades de gestão, mas também para lidar com o lado prático da vida pessoal e social.

Quais são as expectativas da F28A para o próximo ano?

Moisés da Silva Marques:
Recentemente, organizamos uma reflexão estratégica, ainda em fase de finalização, que indica que nossa aposta, para 2019, além da manutenção do curso de graduação, dar-se-á no campo da pós-graduação, dos cursos de extensão e das parcerias. Pretendemos, ano que vem, tornar a faculdade mais conhecida e, afortunadamente, finalizar nossa primeira turma de graduação, com sucesso.

redacao
ADMINISTRATOR
Perfil

Leia mais